teste
teste
teste

07/05/2018 - Fonte: Revista Radar Magazine | Negócios | BR

Menos cinza, mais arte

Riocentro rompe padrões dos centros de convenções e apresenta Pavilhão das Artes 

Ao buscar no Instagram por Riocentro, é fácil perceber o sucesso que o Pavilhão das Artes (antigo Pavilhão 1), inaugurado em março deste ano, tem feito. A cada rolagem no seu feed, surgirão fotos a frente de algum dos painéis pintados por artistas plásticos brasileiros. São 1.752 m 2 com obras de grandes nomes do cenário nacional e internacional como Linda Valente, Eduardo Kobra, Marcelo Ment, Acme, Rafa Mon e Mário Bands. "É impressionante como cor e arte impactam a vida das pessoas, trazendo vida e felicidade. Está sendo uma quebra de paradigma, com aquele espaço que antes era uma passagem, sendo entendido de uma maneira diferente. Ele se tornou um uma área de convivência, de descanso, o que não acontecia anteriormente", comemora Milena Palumbo, diretora da GL events no Rio de Janeiro e idealizadora do Pavilhão das Artes. No processo de desenvolvimento do projeto, a executiva se tornou também curadora. Apaixonada por arte, ela escolheu os artistas e foi pessoalmente até eles fazer o convite para pintarem os paredões internos do antigo Pavilhão 1, por onde entram os visitantes. Além de oferecer um ambiente interessante ao público que vai aos eventos no Riocentro, democratizar a cultura e valorizar a arte na cional contemporânea - em especial a urbana - o Pavilhão das Artes agregou ainda mais valor ao equipamento da GL events, abrindo oportunidades para a comercialização de eventos sociais e corporativos. A ideia é que, ao poucos, o Riocentro deixe de ser uma referência somente para as feiras de negócios e eventos e se torne uma espécie de parque urbano aproveitando seus 500 mil m 2 de área total, composta por 98 mil m 2 de área edificada e outros muitos mil m 2 ocupados pela fauna e flora local. "A pintura com o tema de arte urbana foi a primeira fase do projeto do Pavilhão das Artes. Agora, na segunda, pretendemos fazer intervenções permanentes com esculturas. Além disso, também daremos espaço para exposições de arte temporárias dentro do pavilhão. A primeira que estamos prospectando é junto a uma ONG que possui um projeto de fotografias no Complexo do Alemão", comenta. 0 acesso ao Pavilhão das Artes é gratuito para os cerca de 1 milhão de pessoas que visitam o centro de eventos e convenções todos os anos. É no Riocentro que acontecem as principais feiras de negócios, técnico-científicas e de entretenimento do Rio de Janeiro, além de convenções de empresas, eventos culturais, sociais e esportivos. Entre eles estão a Bienal do Livro Rio, a LAAD Defence Et Security 2019 - Feira Internacional de Defesa e Segurança, a Convenção da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e a Rio Oil Et Gás. "Estamos só no início, existem ainda infinitas possibilidades. Recebemos sempre e-mails de artistas que tem interesse em projetos e a partir disso vão surgindo outras idéias. A nossa intenção é ter o Pavilhão das Artes definido e conceituado, junto a atividades temporárias e outras ações que possam acontecer na área externa. Ações essas que podem nem estar no nosso planejamento fixo para implementar, mas que podem surgir no caminho. Eu acho que o mais bacana desse pavilhão é o impacto, o fato de as pessoas não esperarem ver o que elas encontram quando vêm para cá", finaliza Milena. Rafa Mon, artista plástica pia Stic artist Marcelo Ment, grafiteiro e artista plástico | graffiti artist and p/astic artist Entrada do Pavilhão, obra de Kobra e Linda Valente | Entrance ofthe Pavilion, by Kobra and Linda Valente Riocentro breaks paradigms of Brazilian convention centers with "Pavilhão dos Artes" hen searching for Instogram by Riocentro, it is easy to see the success of "Pavilhão das Artes" (former Pavilhão I), inaugura ted in March this year. While scrolling your feed, pictures o f paneis painted by Brazilian artists will pop up. The ir orea is 1,752 m 2 , with works from national and International big nomes such as Linda Valente, Eduardo Kobra, Marcelo Ment, Acme, Rafa Mon, and Mário Bands. "It's amazing how color and art impact people's lives, bringing life and happiness. It is a paradigm break, with that spoce that was once a passing area, being understood in a different way. Ithas become an area ofcoexistence, ofrest, which did nothappen before," celebrates Milena Palumbo, director ofGL events in Rio de Janeiro and creator of Pavilhão das Artes. In the process of developing the project, the executive olso became o curator. In love with art, she chose the artists and personally invited them to paint the internai walls ofthe old Pavilhão 1, where visitors enter. Besides offering an interesting environment to the public of Riocentro events, democratizing culture and enhancing contemporary national art - especially Street art - Pavilhão das Artes has added even more value to GL events equipment, opening up even more opportunities for the marketing of social events, porties and etc. The idea is that, little by little, Riocentro will no longer be only a reference for business fairs and events, but a type ofurban pork using its 500 thousand square meters of total area, composed of 98 thousand square meters of built area, and many other thousands of 2 occupied by local fauna and flora. "Pointing on urbon art was the firstphase ofthe Pavilhão das Artes project. Now, in the second, we intend to make permonent interventions with sculptures. In addition to permonent oreas, we willalso offer a space for temporary art exhibitions inside the pavilion. The first one we are prospecting is a NG0's photography project in Complexo do Alemão," she says. Access to the Arts Pavilion is free for the opproximately 1 million people who visit the convention and event center each year. It is at the Riocentro that the main business, technical-scientific and entertainment fairs of Rio de Janeiro, as well as corporate conventions, cultural, social, and sporting events take place. Among them is the Rio Book Biennial, LAAD Defense Pt Security 2019 - International Fair forDefense and Security, the Brazilian Supermarket Association Convention (Abras) and Rio Oil Et Gas. 'We are only at the beginning, there are still infinite possibilities. We always receive emails from artists who are interested in projects, and other ideas are emerging. Our intention is to have define and conceptualize Pavilhão das Artes, along with temporary activities and other actions that mayhappen in the externai area. Things that are not planned for implementation, but that may come our way. I think the most beautiful thing about this pavilion is the impact on people not expecting to see what they find coming here," ends Milena. S3 Milena Palumbo, diretora da GL events no Rio de Janeiro / director of GL events in Rio de Janeiro

TRACE SUA ROTA

COMO CHEGAR

Avenida Salvador Allende, 6555
Barra da Tijuca, RIo de Janeiro, RJ
Cep: 22783-127

Tel.: +55 (21) 2441-9100
Fax.: +55 (21) 2441-9398

teste
teste
teste